Benchmarking na hotelaria: Como seus concorrentes podem te ajudar a crescer

Benchmarking na hotelaria: Como seus concorrentes podem te ajudar a crescer

Conhecida como uma estratégia de pesquisa e muitos aprendizados, o benchmarking na hotelaria, quando utilizado da maneira correta, ajudará o seu hotel ou resort a ter uma visão do mercado, conhecer novas tendências e criar suas próprias campanhas. 

Com base nas ações dos seus concorrentes ou de outras empresas do segmento hoteleiro, você irá ampliar o repertório de campanhas e ações de marketing para diferenciar o relacionamento com os clientes e divulgações para gerar mais vendas. 

Quer conhecer mais sobre o benchmarking? Então leia esse artigo até o final e não perca nenhum detalhe. Boa leitura! 

O que é o benchmarking? 

O benchmarking é uma estratégia de marketing digital que visa estudos de mercado e de concorrentes que estão com bons resultados, mas não necessariamente de empresas que competem diretamente com a sua.  

Na hotelaria, o benchmarking não precisa funcionar com análises dos meios de hospedagem de sua cidade e que trabalham com o mesmo público, na verdade, em grande parte das vezes, temos como espelho uma grande rede hoteleira que está utilizando ações e campanhas que podem ser adaptadas para nossa realidade. 

Digamos que você tenha um hotel de médio porte e não está atingindo as metas de vendas, o benchmarking, nesse caso, entra com pesquisas de mercado, mentorias e outras soluções para você analisar o que outros hotéis e resorts estão fazendo para vencer períodos de baixa. 

E dessa maneira, você adapta as estratégias dessas outras empresas para a sua realidade, já que copiar diretamente uma estratégia é algo antiético e que irá prejudicar a reputação online de sua marca. 

Por que fazer benchmarking na hotelaria? 

Vencer momentos de crise com estratégias que sabemos que está funcionando é o primeiro e principal motivo de se fazer o benchmarking na hotelaria. Com ele, você pode aprender com quem está tendo sucesso com o marketing hoteleiro e destacar sua empresa também para retomar os bons negócios. 

Descobrir novas ações de marketing que podem ser feitas de uma maneira completamente diferente também é algo positivo do benchmarking. Ele ajudará você a ampliar a sua base de conhecimento e ficar preparado para outros momentos de dificuldade. É como se o benchmarking auxiliasse você a ter mais cartas na manga. 

Outro benefício dessa estratégia é que com todo esse conhecimento novo, você terá novos insights para criar suas próprias campanhas do zero, funcionando como um empurrãozinho para você se inspirar e colocar em prática em seu meio de hospedagem. 

A motivação de sua equipe também é algo importante, você utiliza os resultados que outras empresas já conquistaram como algo realizável para seus colaboradores como uma motivação extra, afinal, se os outros conseguiram, por que é que você também não conseguirá? 

Além disso tudo que já foi citado, o aprimoramento dos processos, a redução de custos e aumento da produtividade são vantagens do benchmarking. Você não precisa analisar apenas o marketing, mas também toda a operação hoteleira, e com isso, encontrará maneira mais práticas para tarefas do cotidiano do seu hotel ou resort. 

marketing hoteleiro

Como fazer o benchmarking na hotelaria? 

Abaixo separamos 03 dicas vitais para que você faça o benchmarking da maneira correta e consiga vencer momentos de dificuldade em seu meio de hospedagem. Acompanhe: 

Faça pesquisas e comparações 

A primeira e mais comum maneira de fazer o benchmarking na hotelaria é com pesquisas e comparações de ações e resultados. Levante as suas métricas e da empresa que está obtendo sucesso com as campanhas e veja o que vem sendo feito por ela que você pode adaptar para a realidade do seu hotel ou resort. 

Número de vendas por período, visitas no site, consultas de orçamento para reservas diretas… 

Todos os dados que você conseguir captar podem ser importantes para você entender onde você está errando ou em que ponto a outra empresa está acertando muito. 

Vale destacar que para conseguir esses dados, você pode entrar em contato com a empresa e formar uma rede de networking, onde você cria uma parceria para ambos os negócios se ajudarem quando necessário. 

Outra opção é fazer pesquisas com médias de mercado no geral. Por exemplo, sua principal fonte de reservas é por e-mail marketing com os leads que já estão em sua base, mas você não sabe se está alcançando uma boa média de abertura e cliques nos e-mails, o que pode estar prejudicando suas vendas. Nesse caso, vale a pena verificar as médias do seu segmento, que dará um bom norte para você seguir. 

Mentorias com grandes exemplos 

Como acabamos de falar em networking, fazer mentorias com grandes empresas do setor hoteleiro é uma das melhores formas de fazer benchmarking, assim você “extrai” conhecimento direto de fontes de sucesso e que entendem do segmento a bastante tempo para ajudar você e sua empresa. 

As mentorias funcionam de maneira diferente das consultorias. Enquanto uma consultoria foca em solucionar um problema da empresa de maneira específica, as mentorias buscam o compartilhamento de conhecimento e troca de perspectivas de outras pessoas que já passaram por experiências parecidas. 

benchmarking na hotelaria

Participe de eventos 

Os eventos, tanto online, quanto presenciais, são ótimos para aprender com palestras e webinars de grandes empresários especialistas em marketing turístico e na operação hoteleira. 

Lembrando que o benchmarking trabalha sempre em cima do aprendizado com outras empresas que trabalham em sua área, e aprender com pessoas que possuem anos de experiência no ramo hoteleiro pode ser uma das melhores maneiras. 

Evite erros comuns ao utilizar o benchmarking na hotelaria 

O primeiro erro que muitos meios de hospedagem cometem em relação ao benchmarking é tratar como algo eventual. Essa estratégia não precisa entrar em ação somente em momentos de crise, é algo para se fazer com constância, afinal, nunca é demais aprender. 

Outro erro que você pode estar cometendo é não trabalhar com objetivos para sua empresa e transformar o que você está analisando dos demais concorrentes como uma solução para o seu negócio. 

Colete o máximo de conhecimento e de dados e utilize isso na prática, com objetivos, caminhos e planejamentos detalhados

Agora que você já conhece as estratégias de benchmarking na hotelaria, venha contar com o auxílio da Tribuzana Marketing. Somos especialistas em marketing hoteleiro e podemos ajudar sua empresa a alcançar resultados reais com estratégias únicas de marketing digital e vendas. 

Não perca mais tempo e entre em contato conosco. Nosso time de especialistas está pronto para ajudar seu negócio a crescer! 

Quais os benefícios de ter um blog para meios de hospedagem

Quais os benefícios de ter um blog para meios de hospedagem

Ter um blog para meios de hospedagem é algo que pode ajudar muito hotéis e resorts que buscam obter resultados nos buscadores a longo prazo, sem investir em anúncios, é uma maneira eficiente de atrair visitantes para o seu site. 

Eles são extremamente essenciais também quando falamos em relacionamento com o cliente, já que ele é um dos principais meios que você utilizará para auxiliar seu futuro hóspede a montar sua viagem.

Neste artigo você irá ler mais sobre as principais estratégias para ter um bom blog e fazer seus artigos alcançarem as primeiras posições do Google. Boa leitura! 

Qual a importância de um blog para meios de hospedagem 

Assim como já escrevemos sobre os anúncios pagos, que são muito utilizados para obter resultados em curto prazo, ter um blog para meios de hospedagem fará com que você dê um passo importante para se destacar a médio e longo prazo. 

Além disso, a principal diferença de um blog é que é gratuito! Você não precisa de um investimento para impulsionar seus artigos, basta escrevê-los com base nas regras de SEO (que você irá conferir a seguir) e analisar os resultados com o tempo. 

Ficar sempre de olho nos resultados é muito importante. Se os seus conteúdos estão superando as metas de acesso, ótimo, mas se estão abaixo, veja quais os pontos que podem ser melhorados.  

Uma dica de especialistas: Quando o assunto é blog para meios de hospedagem, sempre há o que melhorar! 

Um blog que possui diversos artigos do interesse de sua persona, cria identidade com o seu público, já que você está ajudando os leitores a organizarem suas viagens e com certeza será lembrado. Consequentemente, essa lembrança resultará em mais reservas diretas em seu hotel ou resort. 

Nem tudo depende da página “Blog” 

Ao contrário do que muitos pensam, um blog não funciona sozinho. Todo o seu site precisa estar otimizado e bem produzido para que você consiga, não só melhorar a experiência do cliente com seus conteúdos, como também quando ele acessar seu site para efetuar uma reserva online. 

É importante analisar os blogs como uma porta de entrada para o site. É por ele que muitos futuros clientes irão conhecer sua empresa e criar uma identificação com seus serviços. Depois de navegar pelos artigos publicados, ele vai querer mais informações sobre seu hotel ou resort, e é aí que você precisa estar preparado para recebê-lo. 

Afinal, de nada adianta ter uma porta bonita, se o resto da casa não está organizada. Atente-se aos mínimos detalhes e pense em todo o caminho que os seus futuros clientes farão, desde o primeiro acesso em um artigo até a primeira reserva.  

blog para meios de hospedagem

O que publicar: Pense nos temas de interesse de suas personas 

Mas é claro, você não pode chegar escrevendo sobre qualquer coisa e achar que isso trará os resultados desejados. O marketing não funciona com base em achismo, e sim com estudo, pesquisa e planejamento

Se você acompanha os artigos da Tribuzana Marketing, já deve ter lido sobre as personas, elas funcionam como um personagem fictícios, criado com base nas características do público alvo, que remete ao cliente ideal para o seu negócio e é utilizada como base de todos os materiais que produzimos no marketing. 

Ao planejar os artigos do seu blog, tenha sempre em mente o que a persona quer ler, e não o que achamos interessante! Já que no final das contas, os conteúdos são escritos para ela.  

Principalmente em um blog para meios de hospedagem, falar sobre os atrativos turísticos próximos, restaurantes, passeios e atividades que podem ser realizadas é importantíssimo. Outros assuntos que são muito procurados são institucionais, como: “XX motivos para se hospedar conosco”, “XX serviços especiais que oferecemos para nossos hóspedes” ou “Como chegar no hotel Y”. 

É preciso fazer um estudo aprofundado, destacando os interesses das personas, o estágio no funil de vendas e na jornada de compra. Isso fará com que você consiga identificar as melhores temáticas e mensurar a quantidade de artigos para cada etapa do funil e jornada. 

Hora de escrever seus artigos: Confira 05 dicas  

Agora você já entendeu o porquê ter um blog para meios de hospedagem e algumas dicas vitais para montar o seu. Mas um bom blog só se destaca se possuir ótimos conteúdos alinhado com algumas diretrizes técnicas para garantir o melhor ranqueamento, precisamos pensar sempre no SEO. Confira abaixo os detalhes que precisam ser pensados antes de começar a escrever um artigo: 

O que é SEO? 

O SEO ou Search Engine Optimization, traduzido do inglês “Otimização para Mecanismos de Buscas”, em poucas palavras, são as regras que, quando cumpridas, farão com que seus artigos sejam encontrados no Google, Bing e afins. 

Aqui vamos falar principalmente com o Google, já que ele é o sistema mais utilizado do mundo, ok? O SEO vai desde pequenos detalhes ao longo do conteúdo de um artigo até configurações mais técnicas de seu site, e quando combinados, todos esses pontos fazem com que um futuro cliente encontre os seus textos no Google e inicie um relacionamento com sua empresa. 

Palavras-chave 

As palavras-chave são um dos pontos mais importantes do SEO on page (configurações feitas dentro da página). Elas servem para ajudar seu artigo a aparecer no topo do Google, local onde ele será encontrado com mais facilidade. 

Depois de encontrar o tema para seu artigo, defina uma palavra que encaixe com a temática e que possua um número de buscas relevante, de preferência com competitividade menor. 

Nesse ponto, você até pode trabalhar com a palavra-chave mais procurada, mas vale destacar que a concorrência será maior.  

Palavras com mais pesquisas, possuem uma competitividade maior para aparecer nas primeiras posições do Google, em contrapartida, as palavras menos procuradas, têm uma facilidade maior para você posicionar seus artigos no topo, onde serão encontrados por mais pessoas. 

Mas o que fazer com essas palavras-chave? Você deve estar se perguntando. Utilize-as, principalmente, no título do seu artigo, na introdução, em alguns subtítulos, e ao longo de todo o texto, mas não exagere.  

Deixando claro que sempre de maneira natural e orgânica, não tente forçar uma palavra-chave em um local que vai quebrar a lógica do texto. Elas têm que funcionar de maneira fluída, sem interferir na leitura. 

Resultados orgânicos

Cuidado com a legibilidade 

Já ouviu falar que hoje em dia, todos leem com pressa, apenas detectando as informações relevantes no texto, saiba que isso é verdade! Hoje, a escaneabilidade de um artigo é muito importante, é como se a pessoa absorvesse o texto só batendo o olho. 

Deixe os longos parágrafos de lado, utilize subtítulos e não utilize trechos enormes de conteúdo, tente dividir em pequenos pedaços para que a leitura não seja prejudicada. 

Além disso, na formatação do artigo, deixe sempre alinhado à esquerda, isso ajudará o leitor a não se perder nas trocas de linhas. Essa técnica é conhecida como “Padrão F”. 

Não esqueça dos detalhes importantes para o SEO 

Escrever uma meta descrição, utilizar corretamente os subtítulos (H2, H3, H4…), usar imagens de maneira estratégica com textos alternativos, são alguns dos detalhes que devem ser levados em consideração ao publicar seu artigo. 

Otimize os conteúdos publicados sempre que possível 

E não pense que basta escrever os textos dos blogs para meios de hospedagens e largá-los lá, é preciso acompanhar os resultados mensalmente e, em caso de qualquer erro ou queda nas visitas, faça otimizações para que mais pessoas voltem a acessar seus artigos. 

Agora que você já está preparado para iniciar o seu blog para meios de hospedagem, entre em contato com a Tribuzana e conte com o auxílio de especialistas em marketing hoteleiro. Com anos de experiência no mercado, adquirimos uma base de conhecimento que ajudará sua empresa a crescer no ambiente digital. 

Com as estratégias de marketing digital e vendas, o time de especialistas da Tribuzana irá alavancar os resultados do seu meio de hospedagem. Fale conosco clicando aqui

Porque meios de hospedagem devem investir em anúncios pagos

Porque meios de hospedagem devem investir em anúncios pagos

Com a evolução do marketing digital, investir em anúncios pagos se tornou algo muito mais comum entre meios de hospedagem, de pequeno a grande porte. Estratégias envolvendo o tráfego pago se demonstraram muito eficazes para hotéis e resorts que querem atingir ótimos resultados.  

Mas não se engane, fazer um anúncio sem planejamento nas redes sociais e investir altos valores não fará com que você obtenha resultados desejados. É preciso dominar algumas técnicas para se destacar e prender a atenção do cliente certo. 

Neste artigo você irá aprender a investir em anúncios pagos com algumas dicas imperdíveis. Ficou interessado? Então leia até o final! 

 Por que investir em anúncios pagos 

O principal benefício de investir em anúncios pagos é o retorno em curto prazo. Diferente do marketing orgânico, que precisa muitas vezes de meses para conseguir os resultados desejados, o tráfego pago, quando bem aplicado, consegue resultados em poucas semanas. 

Além disso, os anúncios pagos fazem com que você aumente a visibilidade do seu hotel ou resort. Afinal seus anúncios irão aparecer para centenas ou até mesmo milhares de pessoas.  

Para pequenas e médias empresas, investir em palavras-chave menos concorridas também é algo que irá trazer um bom investimento. Geralmente, grandes redes hoteleiras e principalmente as OTA’s, optam por palavras com o maior número de buscas de modo a captar o maior número de visitantes. Para os negócios menores, as palavras menos abrangentes podem trazer um resultado bastante proveitoso, já que você irá trazer um público mais específico investindo menos. 

 Melhores plataformas para anunciar 

Se você já pesquisou um pouco sobre o assunto, já deve ter ouvido falar no Facebook Ads e Google Ads. Essas são as principais plataformas utilizadas para investir em anúncios pagos na atualidade. 

O Google Ads, como o próprio nome sugere, funciona no maior mecanismo de buscas do mundo e permite que você tenha uma série de ferramentas ao seu dispor para alcançar os melhores resultados, como pesquisas de palavras-chave, rede de pesquisas e o Google Shopping. 

Por outro lado, o Facebook Ads é a principal ferramenta para anunciar nas redes sociais. Quando utilizado da maneira correta, essa plataforma possibilita que você atinja a persona do seu negócio de maneira assertiva. Lembre-se que quando o assunto são redes sociais, na grande maioria dos casos, o público não está em busca de um produto/serviço, mas sim de entretenimento rápido, por isso prender a atenção é essencial. 

Investir em anúncios pagos

 Quais os formatos podem ser utilizados 

Vídeos, banners, imagens estáticas, resultados de pesquisa, todos esses formatos possuem seus benefícios próprios. É preciso ter em mente que os resultados de pesquisa, são os principais no Google Ads, mas esqueça os banners com imagens, eles também podem ser muito bem aproveitados quando trabalhados corretamente. 

Já nas redes sociais, como o objetivo é prender a atenção rapidamente, um vídeo com uma boa chamada pode ser a melhor escolha. Da mesma maneira, não deixe as imagens com boas chamadas de lado, o importante é mesclar suas estratégias e utilizar todos os formatos disponíveis da melhor maneira possível. 

 Fique de olho no remarketing 

Sabe quando você acabou de pesquisar sobre um produto ou serviço, entra em alguns sites e quando volta para a aba de pesquisas do Google se depara com anúncios relacionados ao que você estava interessado? 

Ou até mesmo quando clica em um anúncio no Instagram e depois começam a aparecer diversos anúncios relacionados ao assunto? Então, essa estratégia é chamada de remarketing. 

Ela funciona, principalmente quando misturada com o marketing de conteúdo. Utilizando o pixel do Facebook, você marca as pessoas que clicam em um conteúdo específico e começa a anunciar para essas “pessoas marcadas”. Essa estratégia costuma obter bons resultados, já que você trabalha seus anúncios com usuários que demonstraram curiosidade em seus serviços. 

É possível fazer isso também com outros anúncios também. Digamos que você esteja fazendo um anúncio geral sobre o seu site e os diferentes tipos de acomodações que oferece. Com um trabalho bastante dedicado, você pode criar “segmentações” para cada categoria de acomodação, dividir os clientes interessados nas diferentes categorias e fazer anúncios próprios para cada público. 

Ficou confuso? Calma, vamos explicar com um exemplo. Seu resort trabalha com 3 categorias de acomodações: Standard, Luxo e Super Luxo. Com um anúncio mais amplo com a temática de “Férias perfeitas”, você conseguiu diversas vistas em seu site, e marcou, com o pixel do Facebook, os visitantes que foram até a página do quarto Standard, ou página Super Luxo.  

A partir daí, esses mesmos visitantes passarão a receber somente anúncios sobre essas acomodações específicas com uma oferta especial ou diferencial. No caso, quem visitou a página dos quartos Standards, só receberá anúncios sobre a acomodação Standard. 

Essa estratégia irá garantir conexão e identificação com a marca, o que aumenta sua reputação online, melhora a experiência do cliente e garante mais oportunidades de reservas diretas com esse futuro hóspede. 

05 Dicas para produzir seus anúncios: 

Cuidado com as políticas de publicidade 

Antes de começar a produzir e publicar seus anúncios, é preciso ler com atenção todas as políticas de publicidade das plataformas que você utilizará. O Google Ads, Facebook Ads e outras redes possuem um manual que deve ser seguido à risca para que você não esteja perdendo dinheiro ao montar um anúncio. 

Além disso, outro ponto bastante importante é o tratamento dos dados captados, que deve seguir a Lei Geral de Proteção de Dados. Recolher dados como nome, e-mail e número de contato necessita um cuidado especial para que você não descumpra com nenhum ponto da LGPD. 

Marketing digital e vendas

Anuncie para a pessoa certa 

Tendo isso em mente, é preciso estar atento também a segmentação do seu anúncio. Você já deve saber que uma boa campanha de marketing necessita de um planejamento, e aqui não é diferente. Defina a sua persona e estude o comportamento dela para começar a investir em anúncios pagos, isso irá fazer, tanto que você não jogue dinheiro fora, quanto para que você atinja a pessoa certa. 

Ao definir sua persona, você saberá para quais regiões anunciar, em qual horário e qual a melhor linguagem para usar em suas divulgações. Por exemplo, a sua persona é a Beatriz, ela é médica, mora no Rio Grande do Sul, costuma usar as redes sociais no período da noite, pouco antes de dormir e está procurando um local para tirar férias e relaxar com seu namorado. 

Ou seja, talvez não valha a pena fazer um anúncio para o nordeste brasileiro, no horário da manhã com a temática de diversão garantida para as próximas férias com os amigos.  

 Se adequar a persona é dar um grande passo em direção ao sucesso de seus anúncios. 

Chame atenção em pouco tempo 

Bom… Agora você já está preparado para começar a investir em anúncios pagos, e uma dica crucial para campanhas pagas é chamar atenção. Pode até parecer simples, mas saiba que isso pode ser mais difícil do que parece. O objetivo vital de um anúncio é roubar a atenção do usuário em um curto período, para que ele não se distraia com nenhuma outra propaganda que não seja do seu hotel ou resort. 

Temos que analisar a internet como uma estrada onde todos estão passando com seu carro, o objetivo dos anúncios pagos é funcionar como os outdoors na beira da estrada e chamar a atenção rápido de quem está dirigindo. Caso você não consiga prender a pessoa em sua oferta, ela passará rápido pelo seu outdoor e isso irá diminuir drasticamente a chance dos seus anúncios alcançarem os resultados desejados. 

Use uma chamada forte, cores chamativas e, principalmente, utilize gatilhos mentais para despertar sentidos como necessidade, escassez e urgência no seu possível hóspede. 

Faça testes A/B 

Lembra que no nosso exemplo de anúncio para as férias da Beatriz nós dissemos que “talvez” não seja viável anunciar para regiões diferentes, em horários não convencionais e com uma linguagem que não agrada à persona, porém no marketing, nós não podemos ter certeza de nada.  

É preciso coletar dados e em cima disso tomar decisões com base nas informações que temos em mãos, mas isso não quer dizer que só existe um caminho certo para os bons resultados, e é aí que entram os testes A/B. 

Testar diferentes anúncios para ver qual performa melhor é uma ótima maneira de definir um caminho mais claro para os melhores resultados. Com testes A/B você, utiliza diferentes anúncios para ver qual irá obter um resultado mais valioso para seu negócio. Essa estratégia serve para te dar um norte e ajudar nas próximas campanhas. 

Agora que você já conhece a importância de investir em anúncios pagos, está na hora de contar com o auxílio de especialistas em marketing hoteleiro! A Tribuzana Marketing atua no mercado a mais de 6 anos e está disposta a ajudar você e seu meio de hospedagem a crescerem com estratégias de marketing e vendas. 

Nosso time de especialistas está ao seu aguardo para começarmos uma parceria de muito sucesso. Não perca mais tempo e fale conosco

Utilizando materiais ricos para vender mais

Utilizando materiais ricos para vender mais

Utilizar diferentes estratégias para gerar conteúdo e converter novos leads é algo essencial no marketing digital, e quando pensamos nesses dois pontos, os materiais ricos podem se encaixar perfeitamente em seu planejamento

Com eles você converte novos leads e os ajuda, de maneira direta, a escolher seus produtos/serviços como a melhor solução para determinado problema. 

Neste artigo você irá conhecer mais sobre os materiais ricos e as estratégias por trás desse tipo de conteúdo único no marketing. Boa leitura! 

O que é um material rico 

Em estratégias de marketing de conteúdo, produzir materiais de diferentes tipos é algo extremamente necessário. Como o próprio nome sugere, um material rico possui uma quantidade superior de conteúdo em relação aos demais formatos. 

Além do tamanho, as informações contidas neles são mais explicativas e detalhadas ao longo de todo o material. Assim como os blogposts, o principal objetivo na maioria dos casos é educar o público sobre determinado assunto e aprofundar o leitor ao longo do texto. 

Entre os principais tipos de materiais ricos, o mais comum que você encontrará são os eBooks. Sendo possível encontrar eBooks dos mais variados assuntos dentro da internet. Infográficos também são formatos bastante utilizados em materiais ricos. 

Outro ponto que difere esse tipo de conteúdo dos demais é a maneira que o leitor irá encontrar esse material. Geralmente, os blogs são encontrados nos mecanismos de buscas, por meio de SEO on page, já os materiais ricos, podem ser encontrados por anúncios pagos e divulgações em outros canais, mas o acesso propriamente dito é feito de uma maneira um pouco diferente. 

Enquanto em um blog você o encontra e acessa com um clique, os materiais ricos, na maioria dos casos, são acessados apenas por inscrição em páginas de conversão. Essa estratégia é muito utilizada pelas empresas para gerar leads engajados por determinado assunto. 

A ideia é que no blog e em demais canais você tenha um conteúdo um pouco menos específico, para gerar interesse do público, e filtrar os possíveis clientes que se interessam mais pelos seus serviços/produtos por meio da inscrição para obter um material rico. 

Transformando conteúdos em materiais ricos 

Para criar esse tipo de material, não há mistério, basta ter um bom tema, fazer bastante pesquisa, dedicar tempo para escrever o conteúdo e depois fazer o design do material.  

Mas saiba que existem algumas estratégias muito utilizadas pelas empresas para escrever materiais ricos de maneira muito mais simplificada. Trazendo os blogs como exemplo, você pode escolher um determinado assunto e escrever 3, 4 ou até 5 artigos para seu blog, o segredo vem a partir daqui, com esses conteúdos que você já escreveu, basta juntá-los e criar um material com todos os conteúdos relacionados. 

A ideia é bastante simples, é pegar artigos que já estão escritos e que possuem uma conexão e transformar em apenas um material, e claro, utilizar estratégias para gerar leads com isso. 

O mesmo processo pode ser feito ao inverso, utilizar um material rico já produzido para escrever diversos blogs dentro de um mesmo tema também é algo muito comum. 

Vender mais com materiais ricos

Estratégias com materiais ricos 

Como já dissemos, os materiais ricos são perfeitos para gerar leads, com eles você converte possíveis clientes de maneira rápida, mas nesse caso vale ficar atento. Muitas vezes, ao montar o formulário de inscrição em um material rico, é preciso pensar nos campos. 

Nesse tipo de material, geralmente, são utilizados menos campos e solicitadas informações mais gerais, como o nome e e-mail apenas. A ideia é utilizar esse conteúdo justamente para incluir esse novo lead em sua base e por meio de um fluxo de e-mail marketing ou outras estratégias mais específicas captar mais informações sobre o lead e elevar o relacionamento entre a empresa e possível cliente. 

Vendendo mais através de materiais ricos 

E não é apenas para geração de leads que você pode usar um material rico, vender também é uma alternativa para esse tipo de conteúdo. Essas estratégias não são muito comuns no mundo do marketing, já que os materiais ricos são vistos como um conteúdo de entrada para sua empresa, mas nada impede você de utilizar eles para ajudar a vender mais, mesmo que indiretamente. 

Vamos a um exemplo rápido? Digamos que sua empresa é uma loja de roupas que está investindo em uma nova coleção inédita de inverno, por que não montar um eBook com fotos de toda as peças, tamanhos e cores e divulgar em suas mídias digitais? Você pode também enviar diretamente para os clientes mais fiéis pelo WhatsApp Business utilizando uma lista de transmissão. 

O que vale é divulgar seus produtos da melhor maneira possível e entregar um material sobre os seus serviços de maneira explicativa e que ajude o cliente a comprar com você. 

Agora que você já sabe como implementar os materiais ricos em suas estratégias de marketing digital, está na hora de conhecer a Tribuzana Marketing. Somos uma agência especialista em marketing hoteleiro e com nossa experiência, ajudamos nossos clientes a alcançarem posições de destaque no ambiente digital. 

Entre em contato conosco e conte com o auxílio de verdadeiros especialistas em marketing para hotéis e resorts. Seja parte do grupo de clientes da Tribuzana. 

Como usar seus clientes para gerar conteúdo

Como usar seus clientes para gerar conteúdo

Ter diferentes estratégias para gerar conteúdo é algo essencial quando vamos iniciar o planejamento de nossas ações e campanhas, não é mesmo? Afinal, ninguém gosta de ficar sempre publicando a mesma coisa, e nem seu público gosta de postagens parecidas em seu feed. 

E se nós te dissermos que é possível utilizar seu cliente para diferenciar seus conteúdos e fugir da mesmice e falta de inspirações, você acreditaria? Neste artigo você irá conferir diversas dicas para gerar conteúdo a partir do seu público. Boa leitura! 

Gerar conteúdo: Quais os benefícios de utilizar seus clientes 

Antes de aplicar qualquer estratégia em seu planejamento de marketing, você precisa conhecer os benefícios que determinadas ações trarão para seu negócio. Confira as vantagens de usar seus clientes para gerar novos conteúdos. 

Economize esforços para gerar conteúdo 

Em primeiro lugar, utilizar seus clientes para gerar conteúdo irá fazer com que você economize esforços e tempo de trabalho. Muitas vezes temos dificuldades para pensar em temas para conteúdos diversificados, mas saiba que seu público pode ajudar nisso. 

Talvez você esteja sem ideias para fazer uma publicação na rede social, e seu cliente faz um post marcando a empresa e agradecendo o bom atendimento, por exemplo. Vale a pena pegar esse post e repostar em suas redes sociais, ou então fazer uma publicação inspirada no tema, como: “Um ótimo atendimento para receber você”. 

Vale deixar claro que essa estratégia deve ocorrer em conjunto com demais tipos de conteúdo, ela apenas irá servir para ajudar em momentos de baixa inspiração e gerar relacionamento, como você verá a seguir. 

Gerar conteúdo com seu público

Relacionamento com o cliente: Interaja com seu público 

relacionamento com o cliente é algo essencial para o marketing digital, e porque não gerar conteúdo enquanto você se relaciona com seu público? Repostar stories e postagens dos clientes marcando sua empresa, avaliações positivas e vídeos elogiando seu trabalho é uma ótima maneira de gerar um laço com seu público e se relacionar com ele. 

Em geral, essa estratégia é ótima para fazer com que as pessoas que já compraram com você lembrem-se dos seus produtos/serviços de maneira positiva e voltem a comprar em sua empresa. 

Tipos de conteúdos gerados pelo público 

Bom, agora você já sabe quais os benefícios por trás dessa estratégia, chegou a hora de conhecer algumas maneiras de usar seus clientes para gerar conteúdos de uma maneira diferente.  

Lembrando que a seguir são apenas exemplos e inspirações para fazer o marketing de conteúdo, existem diversas outras maneiras para você utilizar essas estratégias em suas ações e campanhas de marketing digital.  

Publicações nas redes socais 

Esse é o exemplo mais básico e que mais gostamos de citar para os clientes aqui da agência. Repostar publicações nas redes sociais, responder comentários e interagir com o público é essencial para gerar conteúdo. 

Digamos que você trabalhe com uma barbearia e seu cliente publicou uma foto do novo corte de cabelo marcando o seu perfil profissional, é quase que obrigação sua responder postagem dele. 

Da mesma maneira que ele tirou um momento dele para prestigiar seu serviço, você precisa tirar um tempinho para agradecê-lo e dedicar um “muito obrigado” a ele. 

Avaliações: Amplie a reputação online 

As avaliações são parte essencial da reputação online de uma empresa. É com ela que você atrai clientes que prezam por qualidade, mas saiba que da mesma forma que as avaliações influenciam na reputação de seu negócio, elas também podem ser utilizadas para gerar conteúdo. 

Explore comentários positivos que foram feitos em redes sociais e em plataformas de avaliação em suas estratégias de produção de conteúdo. Você pode fazer uma publicação ou enviar um e-mail para sua base com uma ótima avaliação e utilizar isso como um gancho para chamar o público a comprar com você. 

Identifique a persona do seu negócio

Use a experiência do cliente para gerar conteúdo 

O storytelling é a arte de contar boas histórias de maneira atrativa para despertar desejo em seu público. Use vídeos de seus clientes contando o quão boa foi a experiência deles com seus produtos/serviços e recomendando para que outras pessoas também experimentem.  

O importante nesse caso é ter uma boa e convincente experiência, contada de maneira atrativa, para fazer com que os possíveis clientes que ainda estão em dúvida comprem com você, já que muitas vezes vídeos costumam engajar mais do que imagens e textos. 

Essa estratégia é muito utilizada por empresas do marketing turístico, por exemplo, com vídeos recomendando pessoas a fazerem determinados passeios de uma agência de turismo, mas vai de sua criatividade inovar e sair na frente de seus concorrentes. 

Conheça o seu público e faça recomendações 

Essa dica é um pouco diferente das demais, mas também é bastante importante para quem quer utilizar os clientes para gerar conteúdo. Ao conhecer seu público você irá receber diversos insights na sua produção de conteúdo. 

O primeiro passo é montar sua persona de maneira bastante específica e pensar o que ela gosta de ler e assistir. Quer um exemplo? Vamos lá. 

Digamos que você é tem um hotel próximo de diversas praias e pretende escrever um blog sobre uma dessas praias, mas está na dúvida. Nesse caso, você estuda sua persona e identifica qual praia mais combina com ela. 

Se a sua persona tem filhos e viaja com crianças, muitas vezes, não tem por que escrever um blog sobre praias com ondas radicais ou praias isoladas em que é preciso fazer uma trilha extensa para chegar. 

Cuidados a serem tomados 

Esse ponto entra muito em virtude nas normas da LGPD, e é mais um ponto de atenção para quem está pensando em gerar conteúdo a partir de seu público. Fique atento a qualquer ação em que você irá utilizar informações de seus clientes, mesmo que apenas o nome, para não descumprir nenhum ponto da LGPD.  

Por mais que você só vá repostar uma mensagem de carinho que recebeu de um cliente, tenha cuidado e solicite ao seu cliente uma autorização para o uso. O ideal é sempre falar com seu advogado especialista no assunto para garantir que não vai gerar incômodos para seu negócio. 

Agora que você já sabe como usar seus clientes para gerar conteúdo, entre em contato com a Tribuzana Marketing e conte com o auxílio de especialistas de marketing digital e vendas. Estamos sempre atentos nas mudanças e novidades do mercado e podemos ajudar sua empresa a crescer no ambiente digital. 

Fale conosco agora mesmo e alcance resultados reais com o com base em diversas estratégias aplicadas por verdadeiros especialistas no assunto. 

E-mail marketing para hotéis e pousadas: Uma estratégia para se relacionar com seus hóspedes

E-mail marketing para hotéis e pousadas: Uma estratégia para se relacionar com seus hóspedes

Fazer e-mail marketing é uma coisa ultrapassada para muitas pessoas, mas podemos afirmar com convicção de que essa estratégia é muito importante para que seu meio de hospedagem consiga bons resultados no marketing digital.  

Falar diretamente com seu público, enviar campanhas e conteúdos exclusivos é uma das melhores maneiras para se relacionar e criar uma identidade com a marca. 

Neste artigo você vai conhecer os benefícios do e-mail marketing e algumas dicas especiais para começar essa estratégia em seu meio de hospedagem o quanto antes. 

Boa leitura!  

Por que investir em E-mail marketing 

Sendo uma das melhores maneiras para entrar em contato diretamente com seus possíveis clientes, o e-mail marketing é perfeito para quem possui estratégias direcionadas para relacionamento e nutrição da base. 

Antes de sair enviando qualquer e-mail para seu público, é preciso definir a estratégia a partir de um planejamento de marketing completo. É preciso ter um equilíbrio entre os envios, já que diversos e-mails comerciais seguidos podem queimar sua base e colocar seus e-mails na caixa de spam, por outro lado. 

Por isso, defina as personas do seu hotel, pousada ou resort, a jornada de compra do cliente e monte uma estratégia alinhada com aquilo que seu futuro hóspede quer receber, sempre pensando em fazer com que ele avance no funil de vendas

Tipos de e-mails que devem estar em sua estratégia: 

E-mails de relacionamento: Invista em conteúdo 

O relacionamento é a base do marketing de conteúdo. Trabalhar com e-mails focados em relacionamento com o cliente é essencial para ganhar credibilidade com sua base e gerar confiança com a marca. 

Quando enviamos e-mails para toda a base, é preciso ter em mente que você estará falando com pessoas que estão em diferentes estágios da jornada, e nesse quesito, saiba que e-mails focados em conteúdo são praticamente coringas e agradarão a todos os leitores.  

Desde a pessoa que ainda está procurando o destino ideal, até o cliente que já fez a reserva, todo mundo vai se beneficiar de um conteúdo com dicas de viagem, ou uma novidade do seu blog. Afinal, dessa maneira você dá mais motivos para o possível cliente que ainda está indeciso e ainda ajuda quem já está com a viagem marcada, mas ainda não montou um roteiro de viagem, por exemplo. Tudo isso em apenas um conteúdo unificado. 

Ou seja, procure sempre enviar algumas dicas, blogposts e materiais que são úteis tanto para o hóspede que já reservou e está nos últimos estágios da jornada de compra, quanto para quem ainda está descobrindo o desejo de viajar. 

Vale deixar claro que além de disparos para toda a base, enviar e-mails segmentados também é uma ótima forma de atingir uma parcela específica do seu público que tem mais interesse em determinado assunto. 

Relacionamento com o cliente

E-mails estratégicos: Crie fluxos de nutrição  

Os fluxos de nutrição são estratégias complementares ao seu e-mail marketing, mesmo assim muito valiosas. Com um bom fluxo de nutrição você envia conteúdos e ofertas de maneira “automática” para sua base.  

Esse automática deve ficar entre aspas, já que além do trabalho inicial de criar os e-mails e fluxos e configurar, é preciso um acompanhamento constante, não basta deixar essa estratégia rodando sozinha se você não colher os bons resultados e corrigir possíveis erros. 

Um ótimo exemplo de fluxo são os e-mails de agradecimento após uma conversão. Apesar de simples, enviar um e-mail automático de agradecimento pelo download de um material rico ou conversão em alguma promoção é essencial para fazer esse lead transitar entre outras áreas do seu meio de hospedagem.  

Após acessar seu material rico, o lead recebe um e-mail de agradecimento automático, onde além de um agradecimento especial pelo acesso, você também deixa o link para reservas online diretas, uma chamada para falar com o WhatsApp do estabelecimento, botão para o blog ou até para outros materiais que você já produziu. 

A ideia é fazer com que depois do download de um material, esse possível cliente conheça outros materiais que você produz e se interesse ainda mais pelos seus serviços. Caso ele já esteja mais avançado na jornada de compra, talvez se interesse em realizar a reserva no momento que receber o agradecimento. 

Vale deixar claro que esse é apenas um simples exemplo, existem diversas outras estratégias de fluxos de automação, até mesmo mais complexas que você pode utilizar com seu time de marketing. 

O objetivo do fluxo de automação é que após o lead realizar uma ação, receber conteúdos relacionados com o objetivo de avançar seu estágio no funil. Todos os conteúdos devem estar relacionados com a ação realizada na entrada do fluxo. 

E-mails que convertem: Prenda a atenção do seu leitor 

Antes de entrarmos nesse tópico, quero que você conheça um conceito que utilizamos aqui na Tribuzana Marketing, a taxa de atenção. Quando enviamos um e-mail marketing, queremos que o leitor realize uma ação, seja ela clicar no botão para ler um artigo de blog, seguir nas redes sociais ou comprar um pacote de hospedagem com você. 

É importante frisar que a atenção do leitor é algo que muitas vezes se perde muito fácil, então você não pode “poluir” o seu e-mail com diversas chamadas para diferentes ações. Por exemplo, vai fazer um e-mail comercial estimulando reservas diretas, foque apenas em chamar a atenção do leitor para clicar em um botão que o fará ir para seu motor de reservas. 

Você até pode colocar mais de um botão levando-o para o motor, mas é importante ter em mente que a chamada deve ser diferente e eles devem estar em diferentes locais do e-mail. 

Ah, e vale deixar claro que, necessariamente, é possível colocar chamadas para diversas ações diferentes, mas consequentemente vai perder a taxa de atenção do leitor, e pode ser que ele não clique no objetivo principal do e-mail. 

É claro que tudo irá depender do assunto central do e-mail. Caso você envie uma newsletter, compilando diversos contéudos em um só lugar, vai querer que o leitor acesse todos os materiais enviados, e para isso, precisará de chamadas atrativas para todas essas ações. 

e-mail marketing

Extra – E-mail marketing: Pense no pós-venda 

O pós-venda é tão importante quanto o processo que vem antes, mas você já deve estar careca de ler sobre isso aqui, não é mesmo? Já falamos diversas vezes sobre a fidelização do cliente como um dos processos mais importantes da sua operação hoteleira. 

Mas o que vamos falar hoje é sobre uma estratégia diferente para iniciar o processo de fidelização do seu hóspede. Após a estadia, vale a pena enviar um e-mail especial para seu cliente. Você pode agradecer a preferência, dizer que está sempre esperando por ele de braços abertos e solicitar que ele deixe um comentário em uma plataforma de avaliações. 

Assim você se relaciona no pós-venda, consegue o carinho desse cliente, aumentando a chance dele se hospedar em seu meio de hospedagem novamente e melhora sua reputação online

Uma dica importante que você precisa ter em mente, não deixe de enviar conteúdo e ofertas para seus clientes. Inclusive, pense em enviar ofertas exclusivas para quem já conhece seus serviços eventualmente, essa é uma boa maneira de vender na baixa temporada, por exemplo. O processo de vendas é muito mais fácil e ágil com quem já conhece seus serviços. 

Agora que você já sabe como fazer o e-mail marketing de diversas maneiras diferentes, conheça a Tribuzana Marketing. Somos uma agência especializada em atender hotéis, pousadas e resorts e estamos a sua disposição para ajudar sua empresa a crescer no ambiente digital. 

Conte com o auxílio de verdadeiros profissionais de marketing digital e vendas e alcance os melhores resultados para o seu meio de hospedagem. Entre em contato conosco